PRESKIT_respiro.png
PRESKIT1_contato.png
finalizada1comlogo.jpg

SOBRE BAHIANDALUZ

"Se a música do Duo BahiAndaluz fosse um instante seria um pôr do sol caloroso na beira do mar."

Trabalho musical intercultural, que nasceu do encontro entre o violonista brasileiro Alex Mesquita e o violonista espanhol Carlos Blanco. Expressa através da música instrumental, a fusão da música brasileira e da música ibérica, especialmente da música baiana e do flamenco. Depois de anos desenvolvendo suas carreiras em seus países de origem e realizando turnês internacionais com diversos artistas e em formato solo, os dois músicos decidem unir suas experiências em uma residência de investigação musical. Desta maneira, conseguem fusionar estilos tão diferentes como o Tanguillo, o Vassi, o Kabila e a Bulería, a Bossa Nova e a Rumba, criando uma linguagem musical de narrativa fresca e envolvente.

 
PRESKIT_biografia_edited.jpg
PRESKIT1_contato.png

Alex Mesquita

Guitarrista, violonista, compositor, produtor, doutor em música e professor da Universidade Federal da Bahia, consolidou sua carreira musical no contexto da música instrumental e popular. Seus mais de 20 anos de carreira são marcados em especial, por influências musicais como as chulas e sambas de roda do recôncavo baiano, além da música contemporânea, jazz, funk e blues, frutos de sua experiência nos Estados Unidos e Europa. Três premiações em duas edições do Troféu Caymmi nas categorias, melhor banda, composição e instrumentista. Além das participações em discos de nomes como Teresa Salgueiro, Daniela Mercury, Margareth Menezes e Roberto Mendes. O guitarrista também acumula passagens em projetos de Airto Moreira, Naná Vasconcelos, Carlinhos Brown, Virgínia Rodrigues, Caetano Veloso, Raimundo Sodré, Ivete Sangalo, Gilberto Gil, Flávio Venturini, Maria Bethânia, Thiago Arancam, Sylvia Patrícia, Mateus Aleluia e Capinan.

finalizada7_edited.jpg
PRESKIT_biografia_edited.jpg
finalizada9.jpg
PRESKIT1_contato.png

Carlos Blanco

Licenciado em Violão Flamenco pelo Conservatório Superior de Música de Córdoba. É um dos idealizadores e organizadores do FLIB – Festival Internacional de Flamenco y Cultura Ibérica de Salvador. Atuou com diferentes formações e estilos musicais como rock, pop, folk fusión, companhias de baile flamenco, cantores flamencos e como solista realizando turnês pelo Brasil, Japão, França, Portugal, Alemanha, Ucrânia, Costa Rica, Costa de Marfil, Índia e Espanha. Prêmios: Em 2006, recebe o Prêmio Melhor Músico no Festival Internacional de Folk de Caldas da Rainha (Lisboa Portugal); Em 2002 a Menção Honoríca no I Concurso Internacional de Violão Vila de Aranda ‐ Espanha. Responsável pela trilha sonora dos espetáculos: Raíces, Rasa e Duende, Dialogus Ibéricos. Violonista concursado da comunidade de Madrid, atualmente é professor do Real Conservatório de Dança Mariemma.